Fórum define propostas para criação de políticas públicas de cultura em Tocantinópolis

por Dirceu Leno publicado 10/04/2017 17h29, última modificação 10/04/2017 17h29

Tocantinópolis por ser uma cidade centenária, histórica e de lugares que retratam a tradição do município, carece de políticas públicas alusivas à cultura e preservação do patrimônio público. A partir dessa premissa e com objetivo de discutir a ampliação da oferta dessas políticas, a Universidade Federal do Tocantins, Campus de Tocantinópolis, realizou na última sexta-feira (7), o I Fórum de Cultura.

O evento que teve como objetivo discutir e desenvolver bases para ampliação da oferta de políticas municipais de cultura, foi organizado pelo Campus de Tocantinópolis junto com a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proex), e faz parte das discussões já realizadas com os campus, através do Grupo de Trabalho (GT) de Cultura, além de fortalecer a importância do papel da universidade enquanto elemento representativo na formação cultural no Tocantins.

Durante o encontro, docentes, alunos e também integrantes da sociedade local tiveram a oportunidade de discutir propostas de políticas públicas para a área cultural do município. Os grupos de trabalhos fortificaram e incentivaram a criação de uma Secretaria Municipal de Cultura e de um Conselho de Cultura, Biblioteca Municipal, bem como nortearam ampla discussão no âmbito da instalação de um escritório do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Além dessas e outras propostas, o público discutiu outras diretrizes com afinco de construir um Plano de Cultura. A Prefeitura de Tocantinópolis, que na ocasião foi representada pela secretária municipal de Educação e Cultura, Cristiane de Oliveira Rosa e pelo integrante da Coordenação Municipal de Cultura, Vanderly Ferreira Conceição, se colocam à disposição na condição de representantes do poder público para eventuais discussões acerca das políticas públicas, na tentativa de que estas possam ser ampliadas e torna-se acessíveis aos cidadãos tocantinopolinos.

Durante o dia foram realizadas palestra sobre Identidade Cultural, com o professor João Batista de Jesus Félix e mesa-redonda para debater o Plano de Cultura da UFT de Tocantinópolis, sob o mote da Produção cultural, preservação do patrimônio histórico, resgates das manifestações artísticas e culturais da região e políticas públicas para a cultural no município. Para encerrar, resgatando a verdadeira essência da musicalidade, à noite houve evento cultural embalado de músicas popular brasileira, além da degustação de um delicioso prato típico da região, o cambari.

Fonte: Dirceu Leno | Ascom Prefeitura com informações da UFT  Foto: Giano Guimarães